English Spanish German French Italian Japanese

Mary Dota

O bairro recebeu esse nome em homenagem a professora Mary Dota que desenvolvia diversos trabalhos sociais e atuou por anos na Cohab em Bauru. Faleceu dias antes da inauguração do bairro em um acidente de transito numa viagem a trabalho.

foto aérea nucleo mary dota
Foto aérea do Núcleo Habitacional Mary Dota – Bauru/SP

Inauguração e dimensão do Mary Dota

Antes de ser batizado oficialmente, o Núcleo Habitacional Mary Dota era conhecido como Bauru XVIII e foi idealizado no ano de 1987. O presidente da COHAB – Bauru na ocasião, Walter Comini, foi um dos maiores entusiastas do projeto.

Inaugurado em dezembro de 1990, o conjunto habitacional foi considerado na época o maior da América Latina.

A área total do bairro é de mais de 1 milhão e 300 mil metros quadrados , divididos em 92 quadras com lotes de 20 a 30 casas cada uma.

Em termos de metragem, as 3638 casas construídas no Mary Dota foram divididas da seguinte forma: 1999 casas de 40 m2 (2 quartos) e 1639 casas de 48 m2 (3 quartos). Os dois tipos de imóvel foram construídos em painéis de concreto auto portante e implementados em lotes de 20 m x 10 m.

Com quase 18 mil habitantes (há quem diga que são 25 mil), o bairro é maior que muitas cidades da região, tais com: Piratininga, Duartina, Iacanga entre outras.

O bairro está situado na região leste de Bauru, com acesso próprio pela Avenida Rosa Malandrino Mondeli. Aliás a área fora adquirida da família Mondelli.

Tem um comércio próprio e profissionais liberais de todas as áreas e os moradores são servidos por uma UPA.

O bairro é bem estruturado, com todas as ruas asfaltadas e com 100% das moradias com água encanada e serviço de esgoto à disposição.

Dados da associação

A Associação Comunitária do Mary Dota atende cerca de 18 mil moradores, número 20% maior do que a estimativa apresentada pela Cohab, que considera uma população de 15 mil pessoas morando no local. Passados 27 anos desde que os primeiros moradores chegaram ao local, o Mary Dota não é o mesmo bairro, como aquela inicial de núcleo habitacional.

Atualmente, a maior parte das residências possuem sua estrutura modificada, sendo que algumas assobradadas, outras muradas, outras com novos quartos agregados e o espaço do quintal, em muitos casos, dando lugar para edículas de serviço.

O único posto de saúde existente no local, uma UPA, além de ter que dar conta da demanda de todo o núcleo, também atende quem vive nos bairros ao redor, entre eles os que residem no Núcleo Beija-Flor, Jardim Chapadão, Quinta da Bela Olinda e Núcleo Nobuji Nagasawa (Bauru 2000).

O Comércio

Hoje são mais, mas na última contagem eram 774 os estabelecimentos comerciais, o que consolida a região como um dos principais polos comerciais e de serviço fora do eixo Centro-Sul da cidade.

É sim, o maior pólo fora da região central, com lojas que oferecem uma variedade de produtos completa, sobretudo na avenida Marcos de Paula Raphael, que atrai pessoas de todo o entorno.

Encontramos de supermercados a mercearias, quitandas, lojas de roupas e calçados, postos de combustível, casa lotérica, banco, borracharias, oficinas mecânicas, casa agropecuária, escolas de idiomas, funilarias, entre outros.

A lista é extensa, e reflete a diversidade de produtos que podem ser adquiridos no bairro.

Fonte: https://www.vivendobauru.com.br/o-mary-dota/

Copyright © - Todos os direitos reservados.